Pesquisar

A ILHA DOS AMORES – I

Etiqueta

MÚSICA

A verdade sobre a “epidemia de porcos” – 7

Cabaret, Liza Minnelli

O que observo nos posts que acabei de publicar é que a informação acessível  é repleta de contradições, confusa – como se escrita sem qualquer escrúpulo de investigação. Não importa se as mesmas notícias são revestidas de uma linguagem mais ou menos apurada.

A gripe  “H1N1 epidemia 2009″ é agora chamada gripe A, nos orgãos de comunicação.

No vídeo do primeiro post, as notícias informam que 4.000 americanos estão a pedir remunerações por causa dos efeitos da vacina contra a gripe suína: em dois terços dos casos, a danificação do sistema nervoso! E, segundo o repórter, em 300 casos, a morte. O vídeo mostra-nos as campanhas publicitárias e televisivas nos EUA em 1976, em consequência da qual 46 milhões de americanos se vacinaram. Descreve-se a história de uma senhora paralisada devido à vacina. David Senser, director do Centre for Disease Control CDC, desenvolveu a campanha de vacinação.  Veja o primeiro vídeo no post “A verdade sobre a GRIPE DOS PORCOS e VACINA”, 5:00.

Pode ver como a campanha é lançada MESMO SEM HAVER CASOS CONFIRMADOS DE GRIPE E SEM A VACINA TER SIDO suficientmente TESTADA!!!!!!!!!!!!

Depois, no segundo vídeo, pode ver como os cientistas sabiam dos altos riscos de danificação do sistema nervoso, e como no entanto, não informaram ninguém. Além disso, as vacinas iniciais, que teriam sido minimamente testadas, foram substituídas por outras!!! Essas outras, não testadas!!! Isto foi em 1976, e, apesar de todo o sofrimento provocado, o pandemónio continua.

Apesar da óbvia confusão que reina a respeito do vírus e da gripe, como pode ver nos posts anteriores, “a médica Marie-Paule Kieny, diretora do departamento de pesquisas de vacinas da OMS, afirmou que a epidemia de gripe suína “não pode ser detida” e, portanto, todos os países precisarão de vacina.”

Lendo os artigos anteriores, veja como deve ser por magia que a senhora sabe que a gripe “não pode ser contida”

A campanha continua:

Em Itália, “prevê-se” que 3 milhões serão infectados (!!!). claro que haverá vacinação em massa.

A ciência faz avanço misteriosos que não lhe conhecíamos: estas previsões extraordinárias.

A Austrália encomendou hoje (14 de Julho) 21 milhões de vacinas contra a gripe suína, quantidade suficiente para toda a população do país, após a advertência da Organização Mundial da Saúde (OMS) de que “a epidemia não pode ser contida”.

Onde estão, por exemplo, os avisos de que a vacina pode prejudicar seriamente a saúde, para que as pessoas possam tomar uma resolução informada?

Vejam depois o vídeo de Ron Paul. Se estes dados estão correctos, em 1976, nos EUA, 46 milhões de pessoas foram vacinadas, enquanto só houve uma morte com a gripe.

Foi dito a respeito dos remédios para a gripe das aves, que eram pouco mais do que placebos…

Mais grave ainda do que serem arquitetados lucros tremendos e grandes negócios feitos com as indústrias bio-médicas, serão os casos em que as substâncias vendidas, não sejam placebos… E placebos não prejudicam o sistema nervoso.

Tocar e Lutar – 2: Jose Antonio Abreu, fundador

“A Orquestra exige uma harmonia e um consenso. Para quê? Para a beleza”. Jose Antonio Abreu, o iniciador do projecto.

Sir Simon Rattle  ” O que está a acontecer na Venezuela é no nosso tempo, o mais importante acontecimento musical do mundo.” E eu concordo. Quem não concorda?

Simon Rattle dirigindo aqui a parte final da maravilhosa 2ª sinfonia de Mahler, “Ressurreição”:

Os US reportam, inevitavelmente comparando. Será que a música é muito melhor que basquetball e rugby na formação da alma? Oeps…

Equipas formadas com o espírito de competição, como no desporto dos estudantes Universitários Americanos, são algo muito diferente, talvez até oposto, a estas orquestras formadas sem um único pensamento a ver com ego, dinheiro, ou competição. Só a beleza, a alegria e o entusiamo de aprender.

Adeus a todas as teorias que dizem que é  a competição que incentiva o Homem. Adeus! às teorias de que só os “grandes talentos”, os pequeninos génios aprendem. Adeus! às teorias de que o ensino repressivo, coarcivo, motivado por uma profusão de métodos de angústia, são frutífuros. Adeus, adeus.

Celebração de Maria

J.S. Bach – Air on the G String, Sarah Chang
03:26

Kathleen Batley – Ave Maria Gounod

Salve Regina – Ema Kirby

https://ailhadosamores.wordpress.com/2007/08/15/a-nossa-senhora-ia-nossa-senhora

Ave Maria – Schubert – Barbara Boney

(tentativa de tradução pelo autor do video)

Ave Maria! Maiden mild!
Listen to a maiden’s pleading
from these rocks, stark and wild,
my prayer shall be wafted to thee.
we shall sleep safely till morning,
though men be ever so cruel.
o Maiden, see a maiden’s distress,
O Mother, hear a suppliant child.

Ave Maria, undefiled!
When we upon this rock lie down
to slumber, and they protection covers us,
The hard stone will seem soft to us.
If Though smilest, the scent of roses will float
Through this murky cavern,
O Mother, hear a child’s petition,
O maiden, ‘tis a maid that calls!

Ave Maria, Maiden pure,
the demons of the earth and air,
drien forth by thy gracious glance
cannot stay here with us.
we will camly bow to fate
Since they holy comfort hovers over us;
Mayest though be favourably inclined to the maiden,
To the child that pleads for her father!

Ave Maria – Lanza

Mensagem de Natal 4


Jesse Norman – Ave MariaJesse Norman at Notre Dame. A Christmas Concert. Charles Gounoud. Orchestr

e de L’Opera de Lyon. Music Director – Chefdirigent – Diredtion musicale Kent Nagano

Um dia Jessie Norman chegou a uma capital, e o teatro onde ia cantar estava em obras, pelo que ela deveria entrar no Teatro por uma entrada lateral, e não pela entrada principal, com tapete vermelho…

Ela recusou-se. 🙂

 

 

 

 

 

 

 

A Anunciação (1486), de Antônio Crivelli

Virgem iluminada pelo Espírito Santo. O raio de luz parte de um objeto de formato discoidal suspenso no céu e passa pela Pomba

 

 

 

Mensagem de Natal 3

Caros e excelentíssimos leitores e amigos,
em primeiro lugar, quero pedir desculpa pela interrupção. Mas, as últimas mensagens que compus deram-me …muito trabalho, e voltas, relacionadas com o destino e vida d’A Ilha dos Amores, e portanto pensei que o mais atento para com as pessoas era ”guardá-la” das vistas, enquanto nessas andanças.
Acabei de me lembrar que as pessoas que encontram A Ilha dos Amores fechada, poderão pensar que pode ser para elas que está fechada. Mas não é o caso, nem será. Informo desde já a todos que se acaso voltar a acontecer, é por razão de obras
Mais uma vez, desculpas pelo incómodo causado.
A Ilha dos Amores é e permanecerá um Blog aberto a todos os visitantes!
O template que tenho agora é dedicado a este período do Natal.
Tenho para vós, várias Mensagens de Natal, ainda, que se vão seguindo.
Nas mensagem que a partir de agora vêem, reuni uma escolha de música, em conjunto com umas extraordinárias imagens.
Informação mais detalhada sobre estas imagens, como seria de desejar, não consegui encontrar. De onde as retirei, nada mais tinham do que isto, nem acrescentavam algo. Deixei as legendas mais ou menos como as encontrei. Não são minhas.
Convido-vos a que ouçam pelo menos alguma da música… antes de ver as imagens…
(clicar nas imagens – algumas têm um pouco de ampliação)

(Natália costuma usar as mãos enquanto ensaia)


Nas cavernas de Altamira, em Santillana del mar, em Santander, Espanha, foram encontradas pinturas de 20 mil anos de idade, mostrando objetos voadores de formatos lenticulares e até discoidais.

(Nota minha: as visitas a Altamira são há muitos anos impossibilitadas! … talvez …quem sabe…a razão…)

 

 

Pintura medieval. Moisés e os Dez Mandamentos. Note a existência de estranhos objetos no céu.

Tapeçaria do século XV (Vatican Library) representando a vida cotidiana de duas mulheres tendo ao fundo dois castelos.

Tapeçarias do século XIV
Estas tapeçarias do século XIV retratam cenas da vida de Maria. Nota-se que no fundo da imagem existe um objeto suspenso no céu. Esta tapeçaria encontra-se na Basílica Francesa Notre Dame de Beaune, em Burgandy, França.

”A Nossa Senhora” – I

Há muito que queria colocar aqui no meu blog, o sublime poema ”A Nossa Senhora”, uma obra prima de António Nobre, e um dos meus favoritos absolutos – assim como estes ”Ave Maria”, fosse aqui, fosse na Lira de Terpsichore.

Espero que tirem o tempo para ouvir.

Sumi Jo – Caccini – Ave Maria 04:00

Ave MariaSumi Jo, está não só a cantar bem, está a rezar.


Jessie Norman – Ave Maria

Jessie Norman at Notre Dame. A Christmas Concert. Charles Gounoud. Orchestre de L’Opera de Lyon. Music Director – Chefdirigent – Diredtion musicale Kent Nagano

Time: 03:57

Sublime, a oração de Gounod.

Segue-se agora aquele que é, por agora, o Poema à Mãe Divina, mais bonito da Terra…

(A este respeito, relembra-se também o livro de Herman Hesse, Narciso e Goldmund… um, que por sua vez, não ”está aqui ao pé de mim…”)

A Nossa Senhora
Ó mística mulher, nascida na Judeia,
Fantasma espiritual da legenda cristã!
Imperatriz do Céu, que para além se alteia,
A Nação de que a Terra é uma pequena aldeia,
E simples lugarejo a Estrela-da-manhã!
Morena aldeã dos arredores de Belém!
Mãe admirável! Mãe do Sofrimento humano!
Mãe das campinas! Mãe da Lua! Mãe do Oceano!
Ó Mãe de todos nós! Ó Mãe de minha Mãe!
Vela do Altar! Casa de Oiro! Arca da Aliança!
Rede do Pescador! Lanterna do ceguinho!
Ó meu primeiro amor! Minha última Esperança!
Amparo de quem vai pela existência, e cansa!
Oblação pura! Silva de ais! Vela de Moínho!
Meu Sete Estrelo! Mar de leite! Meu Tesoiro!
Palácio de David! Ó Torre de Marfim!
Anjo da Perfeição! cujo cabelo loiro,
Caído para trás, lembra uma vinha de oiro,
Que eu desejara ver aos cachos sobre mim…
Grão das searas! Sol d’Abril! Luar de Janeiro!
Luar que ruge os cravos, sol que faz corar a vide…
Alimento dos Bons! Farinha do moleiro!
Auxílio dos cristãos! Vela do marinheiro!
Portas do Céu! Glória da casa de David!
Sol dos dóis! Ãncora ebúrnea! Águia do Imenso!
Vinho de unção! Pão de luz! Trigo dos Eleitos!
Ideal, por quem, a esta hora, em todo o Mundo, eu penso,
No Ar se ergue, em espirais, um nevoeiro de incenso,
E desgraçados, aos milhões, batem nos peitos…
Ó Fonte de Bondade! Ó Fonte de meus dias!
Vaso de insigne Devoção! Onda do Mar!
Coroa do Universo! Asa das cotovias!
Ogiva ideal! Causa das nossas alegrias!
Ó Choupo santo! Ó Flor do linho! Ó nuvem do Ar.
Carne, de Cristo! Cidadela de altos muros!
Santuário da Fé. Lancha de Salvação!
Alma do Mundo! Avó dos séculos futuros!
Fortaleza da Paz! Via-Láctea dos Puros!
Monte de Jaspe! Rosa Mística! Alvo Pão!
Sangue do leal Jesus! Cadeira da Verdade!
Vime celeste! Água do Mar! Pérola Única!
Mulher com vinte séculos de idade
E sempre linda mocidade
Pelas ruas do céu, passas, cingindo a túnica…
Cesto de Flores, Advogada Nossa!
Alvéu de espuma! Cotovia dos Amantes!
Escada de Jacob! Sol da Sabedoria!
Rainha dos Mundos! Pão nosso de cada dia!
Ó véu das noivas! Ó Farol dos navegantes!
Ó Leme da Arca-Santa! Ó Cruz dos sítios ermos!
Toalha de linho! Hóstia de luz! Cálice da Missa!
Modelo da Pureza! Espelho da Justiça!
Estrela da Manhã! Saúde dos enfermos!
Ó Virgem Poderosa! Ó Virgem Clementíssima!
Ó Virgem Sofredora! Óh Virgem Protectora!
Óh Virgem Piedosa! Ó Virgem perfeitíssima!
Virgem das Virgens! Minha Mãe! Nossa Senhora!

(A. Nobre, Coimbra,1889)

Música: 7ªde Beethoven em Sábado de Setes

Como resultado do acima dito (que está abaixo, neste mundo invertido), vêem para aqui os meus videos de música do youtube, também, e por enquanto,  vou pondo lá e cá. Até ver.
Bem, e a propósito da sétima de Beethoven, a qual entendi ”postar” (?) para celebrar este dia, vou fazer uma concessão que poderá agradar aos que ”gostam da música clássica”, mas raramente. É o seguinte:

Sacris Solemnis – L i b e r a
04:03  From: 4boytrebles

 Extracts from “Immortal Beloved” about the life of Beethoven. The sequence is where he is running away from his father who is trying to beat him.

 

Os Libera boys choir , num arranjo vocal, cantando o Sacris Solemni-Libera. É um arranjo vocal sobre o segundo movimento da sétima singfonia:

 

Beethoven, Symphony No 7, II – Karajan, Berliner Phil
08:14 The Berliner Philharmoniker plays Beethoven´s 2nd movement of Symphony no 7.

 Herbert von Karajan

 

E para quem goste de ouvir a diferença:

Charles Latshaw conducts Beethoven Symphony #7 mvt II
09:02

 

Ou ainda:

  Claudio Abbado conducts the Berlin Philharmonic. This is the second movement-Allegretto-of the seventh symphony by Ludwig Van Beethoven. Sorry no video, just audio.
07:55

From: jeongalex

 

Primeiro e segundo movimentos:

Karajan – Beethoven Symphony No. 7
33:30

From: magic5227

 

 

 

Verdi, Requiem, e as fúrias sagradas…

Mas foram bem outras as coisas que me levaram a pesquisas, e por isso, a estas calmas considerções, interrompendo a fúria sagrada em que estava. E essas outras coisas foram também do foro do sagrado.

Por uma conversa de ontem que doeu, vi-me na necessidade de tentar saber mais sobre os Cátaros e a Inquisição… (Mas não há tempo para tudo!… )

Entretanto, num pequeno ”auge de fúria sagrada”, à qual aquela dor me levou, encontrei – até mesmo isto! – no youtube: das músicas mais belas. A ouvir nas melhores condições possíveis, por favor: se possível, de auscultadores…. e olhos (meio)-fechados…

Para mim, é uma surpresa enorme poder ver esta coisa, estes ”monstros sagrados” a cantar, depois de já me terem saturado a medula e as células – enfim, nas pouquíssimas alturas em que me pude dedicar a escutar música.

Obra musical que inclui a fúria Divina… fúria com tudo o que fizeram em nome de Deus, fúria com os farizeus dos dois milénios passados, fúria com a hipocresia que a todos nos aprisionou, e hoje, mais do que nunca. Fúria e cansaço com a nossa preferência pela escuridão na qual naufragamos… Mas não só.

Das minhas obras absolutamente favoritas, no que é a gravação favorita:

As grandes Leontyne Price e Fiorenza Cossotto, cantaram isto tão sublimamente!…. Com todo o coração presente. Cossotto está linda, para além da maravilha do canto.

Verdi – Requiem
09:22

From: tiagopapoose

 

(PS-Afinal é adequado colocar aqui esta música…mas vou postar mais deste meu favorito, talvez na Lira)

De volta ao sagrado.

Noite de S. João, na Montanha, Mussorgsky


Imagens e Sinfonia de Modest Mussorgsky,
Noite de S. João, na Montanha
07:48


João, 9

40 – E aqueles dos fariseus, que estavam com ele, ouvindo isto, disseram-lhe: Também nós somos cegos?

41 – Disse-lhes Jesus: Se fósseis cegos, não teríeis pecado; mas como agora dizeis: Vemos; por isso o vosso pecado permanece.

Evangelho segundo S. João, aqui

(Se souber de melhores edições, agradeço que mo diga, por favor.)

Ritornello II

Caros leitores e visitantes. Houve um pequeno contratempo a respeito da petição pela continuação do programa de rádio Ritornello.

Também, é compreensível… nós não estamos muito habituados a empreendimentos…. é natural que não tivesse ido bem logo à primeira 🙂

Volte por favor ao Valquírio para poder assinar a petição, pois a outra não resultou, devido a questões de ordem técnica.

Sublinho de novo o quão importante exercício é esforçarmo-nos por fomentar o que temos de bom. Agradecemos a colaboração e compreensão. Obrigada.

PETIÇÃO RITORNELLO – Pela Música

Battoni Euterpe.jpg

Euterpe and Urania. Detail from Pompeo Battoni, Apollo and the Two Muses. Euterpe, musa da música, com Urânia à sua esquerda.

Euterpe, com a sua flauta, representação da melodia, eleva-nos ao Céu.

Dedicado a Jorge Rodrigues. Um homem que às vezes também ”nos elevava ao Céu”, depois de um dia de trabalho. Deve ser por isso que o querem impedir. Temos sempre tendência a querer destruir aquilo que é simples, modesto, si próprio, genuino e autêntico. E o Jorge é tudo isso.

Para quem não conhece o programa que o Jorge faz – fazia – todos os fins de tarde durante a semana, eu explico. O Ritornello é um programa de rádio de música erudita, sem defeitos. Tem inspirado e alegrado e ensinado centenas e centenas de pessoas. Através dele, temos ”conversado” com artistas famosos internacionais – como por exemplo, Cecília Barttoli. Ela também esteve a conversar relaxadamente com o Jorge. É que, conversar com o Jorge é especial. Verdadeiramente erudito, ele fala sempre como quem não sabe, ele pergunta sempre, ele é a voz da elegância e descrição. Os programas de música do Jorge não têem nenhum dos defeitos que quem é jovem, às veze,s pode sentir num programa de música erudita: o Jorge não sabe ser chato. Nem pedante; como às vezes, alguns são. Ouve-se como ele valoriza as pessoas. E é a voz masculina mais terna e mais … insubstiuível, de Portugal inteiro.

Ajudem, caros leitores, a salvar uma jóia da beleza em Portugal; que não custa dinheiro, nem custa nada a ninguém. A única coisa que pedimos – E EXIGIMOS – é que deixem este grande (andr)agogo (educador) continuar a fazer o seu – não é bom, é: perfeito trabalho.

Eles, se querem arranjar, arrangem o que está estragado. Se querem modificar, modifiquem o que está mal. É disso que precisamos. É disso que precisa Portugal. Metam mãos à obra quanto ao que não presta. Não mexam nos Anjos; nos pouquíssimos, que têem acesso às Musas.

***

Extracto da petição:

 

Existe ou aliás existia um programa de nome “Ritornello” da autoria de Jorge Rodrigues, que é, sem dúvida, o melhor programa da rádio portuguesa. Não somos os únicos a afirmá-lo, mas também o índice de audiência e, acima de tudo, o impacto que tem tido, ao longo de todos estes anos, na cultura nacional e internacional.

É um programa com uma magnífica selecção de música, de temas e de informação, com uma dinâmica muito especial e com um importantíssimo lado lúdico. É o único programa que entra na casa dos grandes artistas, porque Jorge Rodrigues é alguém que sabe do que fala, sabe o que tem de perguntar e, quando não sabe, não se envergonha de convidar alguém que saiba mais para esclarece-lo e aos ouvintes também. O “Ritornello” é um programa de cultura e de humanismo e, por conseguinte, não podemos deixar que a incompetência e supostas invejas calem este programa.

Texto acima é citado da petição, A SOLICITAR O REGRESSO DO JORGE RODRIGUES COM O RITORNELLO E NO SEU FORMATO INICIAL DE DUAS HORAS.
Os sublinhados são meus. Aqui, para assinar. Já 639 pessoas atentas assinaram. Ler o restante texto da petição AQUI.

 

A fotografia do Jorge Rodrigues, e a notícia agradeço ao Paulo no seu Valquíria, assim como à jardineira aprendiz, no Cores da Terra: Que Euterpe e Terpsícore vos acompanhem.

 

”Ressurreição”, a 2ª de Mahler, e a estreia musical n’A Ilha dos Amores

Mahler Sinfonia No.2, conduzida por Simon Rattle – 04:03 Esta é a parte FINAL.

No último video deste post, veja esta parte final conduzida por Bernstein, igualmente maravilhosa, maravilhosa.

Eis o texto desta parte coral (em inglês):

 

 

On wings that I have won for myself
I shall soar a loft
I shall die so that I may live
My heart, you will rise again
in the twinkling of an eye!
What you have fought for
Will lead you to God!
 
 
No post anterior tem também um texto, em inglês, sobre esta obra. Mais do que isso, encontra neste blog em português:

P. Q. P. Bach

o qual acabei, felizmente, de descobrir, ao procurar informação sobre a origem do texto cantado na ”Ressurreição”. Visitando o seguinte post Gustav Mahler (1860-1911) – Sinfonia Nº 2 “Ressurreição” pode ”baixar” esta mesma gravação (Birmingham Symphony Orchestra com Arleen Auger, Dame Janet Baker, dirigida por Simon Rattle)

 

 

 

O começo da Sinfonia
Mahler 2nd – 1st Mvmt Part I – Simon Rattle/CBSO

07:59

This breathtaking performance of Mahler’s 2nd Symphony (‘Resurrection’) was Sir Simon Rattle’s farewell concert with the City of Birmingham Symphony Orchestra which he led for 18 This breathtaking performance of Mahler’s 2nd Symphony (‘Resurrection’) was Sir Simon Rattle‘s farewell concert with the City of Birmingham Symphony Orchestra which he led for 18 years.
From August 30, 1998
Symphony Hall, Birmingham, England


Mahler 2nd – 1st Mvmt Part II – Simon Rattle/CBSO

07:13


Mahler 2nd – 1st Mvmt Ending – Simon Rattle/CBSO

07:45

Mahler 2nd – Urlicht – Simon Rattle/CBSO
05:05

 

Gustav Mahler Symphony no.2 “Resurrection” movement 5 part 1 conduzida por Claudio Abbado
09:58

Gustav Mahler Symphony no.2 “Resurrection” movement 5 part 2
09:58

 


Gustav Mahler Symphony no.2 “Resurrection” movement 5 part 3

09:54

 


Gustav Mahler Symphony no.2 “Resurrection” movement 5 part 4

04:49

 

 

 

E de novo o final, conduzido por Bernstein:

Bernstein conducting Mahler’s 2nd (ending)
04:08

Any performance of Mahler’s 2nd is tremendous and breathtaking but for a particularly emotional experience try Bernstein’s 1963 recording with the New York Philharmonic, Lee Venora and Jennie Tourel at the Manhatten Center in NYC. Oh my, tears…..

Paixão no ”Com paixão”

Um blog da cor do vinho: Com Paixão! – Dança e música bem-fadada, por Fada Oriana.

Bailarinos e músicos apaixonados por arte, e apaixonantes, uma selecção por Fada Oriana, d’A Ilha dos Amores.
www.compaixão.wordpress.com

 

 

 

 

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑