Pesquisar

A ILHA DOS AMORES – I

Etiqueta

HUMANIDADE

O Segredo da Esfinge

Petição em prol das crianças

PETIÇÃO EM PROL DAS CRIANÇAS VÍTIMAS DE CRIMES S*X***S

Para estabelecimento de medidas sociais, administrativas, legais e judiciais, que realizem o dever de protecção do Estado em relação às crianças confiadas à guarda de instituições, assim como as que assegurem o respeito pelas necessidades especiais da criança vítima de crimes s*x***s, testemunha em processo penal. Assine e divulgue.

O link está também no fim do blogroll, (a seguir à imagem Egípcia).

____________________________________________________________

Meus pensamentos

Nem sequer lhe custa dinheiro, nem sequer lhe custa tempo: porque não assina?

Compreendo que um motivo, é o pensamento de que nada serve. De que é insuficiente. Será insuficiente, mas só o facto de pensar no assunto, já é um começo. Isto pode ser um pequeníssimo passo num longo caminho.

Assinando estamos a cooperar com um processo na boa direcção. Assinando, podemos pensar se algum de nós está em estado de fazer algo mais pelas multidões de mulheres e crianças violentadas, todos os dias. E, se não estamos em estado de fazer algo mais, fazemos ao menos isto, agora 🙂 Simples, não é.

Eu confesso, só gostaria que a petição fosse mais abrangente. Gostaria que pedisse o mesmo, logo e em conjunto, pelas vítimas de violência, não só as crianças, mas as mulheres também. Custa-me deixar esses de fora… Mas aqui está um gesto, um começo.

A petição contra os custo de levantamento de dinheiro nos multibancos, já vai em mais de 300 milhares de apoiantes!

Astronautas na Lua?

Isto é mais uma daquelas questões de lunáticos. Uns deles clamam por aí que a transmissão de Asmstrong pisando a Lua, e todo o resto, foram farsa. Eis uma descrição detalhada das razões para tal.

Se procurar ”astronautas” aqui no blog, surgirá uma entrada de Março passado onde estavam 10 videos que foram retirados do you tube. Nesses videos observava-se algo de errado com a simpática equipa de Armstrong.

Na Academia Real de Belas Artes de Haia, o professor de fotografia era da opinião de que as fotografias do episódio, eram falsas. Não se trata evidentemente de um ”conspiradorzeco” qualquer… mas enfim! Antes dele, eu nunca ouvira falar de tais loucuras… a não ser, das vidas misteriosas dos astronautas depois da aventura. Dantes, havia livros com a parte permitida das suas histórias…. não sei se também foram proibidos…:) Sei que tinha já um livro deles…que relera várias vezes…

Este video foi repetidamente bloqueado

PEDOPHILE & VATICAN

_fh_insertFavicon(“http://” + “video.google.com”, “favicon-div”, 16, 16, 54, 8);

39 min – May 17, 2007

Para ver o Video

Publico este video, mas com uma anotação crucial. A pedofilia é um problema da humanidade. É injusto, e tendencioso por parte de potências que praticam e suportam essas mesmas desgraças, assim como de campanhas com outros interesses de poder, espalhar que esse é algum crime mais grave ou frequente na Igreja Católica do que noutros meios. Gravíssimo, é. Mas infelizmente, ele é-o e frequente, em tantos outros círculos.

Tristemente, uma grande facção de poder protestante, luta ainda afincadamente contra a religião católica, negando-a persistentemente até como religião cristã, numa convergência de interesses políticos económicos, e ”religiosos”.

Einstein – Seguinte anotação

http://www.pbs.org/opb/einsteinswife/

Einstein’s wife – The life of Mileva Maric Einstein

Enfim, na verdade quem tenho lido os artigos que referi, e mais este ATÉ AO FIM, isto é, lendo também a defesa, que surge no final, está informado.

The Ombudsman Column

Einstein’s Wife: The Relative Motion of ‘Facts’ By Michael Getler December 15, 2006

Eisntein – Anotações

Einstein e Mileva
Este artigo é em Português do Brasil, e defende que nada de errado existe no facto de anteriormente ”ninguém” ter ouvido falar em Mileva Maric – defende os vários biógrafos anteriores, como Abraham Pais, cuja biografia de Einstein eu comprei logo à sua primeira edição em 1994, em inglês.
Considerando apenas este pequeno factor, o dos anteriores biógrafos – (que se provam, afinal, ser, não pessoas conscientemente desonestas – de forma nenhuma é isso que está em questão – , mas sim, pessoas radicalmente inconscientes de toda uma realidade – afinal, mais real do que aquela que anteriormente era vista, a qual subitamente se revela irreal, parcial, espantosamente perversa, quando se faz brilhar sobre ela uma nova luz) ou os interesses das editoras, já se poder imaginar um pouco a miríade infinita de interesses, e forças poderosas postas em questão, pessoais e sócio-políticas, para revelar o que está na obscuridade, para desenterrar o que está enterrado.

O quão tendencioso o artigo é, revela-se já pelo facto de negar que haja alguma coisa que necessite correção ou estudo. Segundo o autor, toda a conversa se resume a ”sensacionalismo’, e escândalo, ”normal” segundo ele, ”em torno de pessoas de génio”.

Interessante, como este sensacionalismo nunca surgiu, todo este tempo… em torno de Albert – e surge só agora, que alguém falou de Mileva Einstein.

____________________________________________________________

The Road to Mileva Marić-Einstein: Private Letters

Svenka Savić
Uma análise feminista das cartas dos Einstein, que contém variada informação:

In the last two years, both on the local scientific public scene and in publishing generally, quite a lot of information and articles have been published about Mileva Marić-Einstein (1875-1948), the first wife of the renowned scientist Albert Einstein, the first woman from this region to obtain a degree in mathematics and physics at the Scientific College in Switzerland. The basic intention of the papers was to specify to what an extent Mileva Marić was unjustly neglected when it came to recognising her contribution to physics, and also to discuss the extent of her contribution to new twentieth-century theories in the field of physics was. By “new theory” we mean the special theory of relativity (STR), made public in 1905 in the German periodical Annalen der Physik, undersigned by Albert Einstein only. There exists the controversial testimony of a Soviet National Academy member, Jofe, saying that he saw a manuscript in the editorial office signed by A. Einstein – Marity, which made him think there had been two authors.
We have been following articles about Mileva Marić-Einstein in the local daily “Politika” and have come to some conclusions about the (mis)use of a knowledgeable woman for particular aims in society.

http://www.zenskestudie.edu.yu/wgsact/e-library/e-lib0027.html

Mileva Maric Einstein – In Appreciation:

http://www.geocities.com/cherzenberg/Mileva_Maric_Einstein.html

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑