Oração ao pão de G Junqueiro

Comer é comungar. Ajoelha, orando,
Em frente desse pão, ou duro ou brando.

Antes que o mordas, tigre carniceiro,
Ergue-o na luz, beija-o primeiro!

O Senhor Toneca

Não vende farinha, dá!

Moinho na região de Odivelas

Fábricas de farinha: a evolução, o desenvolvimento….

Quem tem tempo, pode fazer a experiência: ir buscar farinha acabadinha de moer, a um moinho como o acima, ou então, a qualquer local onde lhe vendam farinha biológica acabada de moer, a frio; um tudo nada passada pela peneira, quase 100% integral, e fazer pãozinhos, levedados com levedura natural…  E ao mesmo tempo fazer outro pão com um pacote de farinha de fábrica. De preferência, até com uma farinha de um País “avançado”, pois a diferença entre a farinha portuguesa e a farinha do supermercado de por ex.Inglaterra, Alemanha ou Holanda, ainda é grande; ou tente a farinha mais desvitalizada que haja em Portugal. Depois, convide os cépticos para a prova….

O pão feito com a farinha que sai destas fábricas, tem tanto a ver com o pão feito de farinha de trigo fresca, biológica, como rosas…


(ir ver estas photos by Willow, no seu muito popular blogue)

….têm a ver com “rosas de plástico”


Advertisements