Há quatro tipos de silêncio. Um, porque não se quer falar.

O segundo, porque não sobra tempo.

O outro, porque não se sente que chegue, não se sofre que chegue. Enfim nada que exija expressão.

O quarto, porque se sente demais. Quando o sofrimento é demasiado.

Mas há mais silêncios: o de ouro, o da sabedoria….

http://www.espacoacademico.com.br/062/62lima.htm

MAS

“o dever do intelectual é romper o silêncio, ainda que sua voz seja abafada pelos poderosos e seus cúmplices de plantão” “O grande cúmplice da tirania é o silêncio; não atacar o despotismo é a maneira mais covarde de servi-lo; não denunciá-lo é auxiliá-lo; estar próximo dele sem feri-lo é a maneira mais vil de protegê-lo; e proteger o crime é mil vezes pior que cometê-lo; eis aí a hora em que a palavra é um dever e o silêncio é um crime”
Anúncios