Pesquisar

A ILHA DOS AMORES – I

Mês

Agosto 2008

O Segredo da Esfinge

Anúncios

2012: O Fim da Internet

John F. Kennedy, sobre conspiração

” For we are opposed around the world by a monolithic and ruthless conspiracy that relies primarily on covert means for expanding its sphere of influence–on infiltration instead of invasion, on subversion instead of elections, on intimidation instead of free choice, on guerrillas by night instead of armies by day.

It is a system which has conscripted vast human and material resources into the building of a tightly knit, highly efficient machine that combines military, diplomatic, intelligence, economic, scientific and political operations.

Its preparations are concealed, not published. Its mistakes are buried not headlined. Its dissenters are silenced, not praised. No expenditure is questioned, no rumor is printed, no secret is revealed.”

– John F. Kennedy


Efeito da televisão sobre o nosso cérebro

Pequeno vídeo de 3,44 minutos; elucida muito bem o efeito da televisão ou do computador. Considero relevante ele falar da sensação de lentidão que por contraste, os actos da realidade – os quais exigem vontade e esforço – adquirem.

Jornalismo? Informação? Música?

“Gods of Entertainment: The Power of Mass Media to Influence”

Quem domina o que os seus filhos vêem, ouvem, pensam?

Cinco grande companhias têm nas suas mãos a Indústria da Comunicação e do Entretenimento, do Jornalismo, das Notícias, da Televisão, da Música e dos Filmes. Têm o lucro, e o poder de dominar as mentalidades e toda a Informação.

AOL+TIME WARNER

VIACOM

WALT DISNEY

NEWS CORPORATION

VIVENDI UNIVERSAL

1 ano depois da morte de Aaron Russo

1 ano depois da morte de Aaron Russo, existem outras opiniões, outras possibilidades ainda mais complexas das relações dos grandes poderes.

Continuamos a procurar a verdade… para descobrirmos como poderemos não servir o mal – que sempre se mascara – mas o bem.

Não sabemos ainda. Não. Mas sabemos uma coisa: é que, tal como disse esse homem simples e extrovertido, que falou das mentiras que viu, precisamos de resistir à grande força que é feita sobre nós para nos separarmos em forças opostas. Resistir à grande força que é feita sobre nós para nos arrasarmos uns aos outros, para estarmos ocupados com os nossos conflitos, em vez de com a criação de soluções, oportunidades e vida – em vez de morte.

Quem conversou sobre o 11/9 – 11 meses antes de acontecer

Assim?

Ou assim?:

A entrevista com Aaron Russo que já publiquei  em Abril de 2007 aqui (vejam o que acontece aos links para um video destes; hoje em dia é um link para uma coisa de desporto…). Portanto, vejam, vejam enquanto podem.

Aquilo que você paga

Impostos – Da Liberdade ao Totalitarismo

O Segredo do Campeão Olímpico Nelson Évora

Nelson Évora explica em detalhe a sua arte do salto.

Sobre o Galego – video

Oh Dr. eu acordo ortográfico

com Fúria e Raiva – o Acordo Ortográfico

COM FÚRIA E RAIVA

Com fúria e raiva acuso o demagogo
E o seu capitalismo das palavras

Pois é preciso saber que a palavra é sagrada
Que de longe muito longe um povo a trouxe
E nela pôs sua alma confiada

De longe muito longe desde o início
O homem soube de si pela palavra
E nomeou a pedra a flor a água
E tudo emergiu porque ele disse

Com fúria e raiva acuso o demagogo
Que se promove à sombra da palavra
E da palavra faz poder e jogo
E transforma as palavras em moeda
Como se fez com o trigo e com a terra

Junho de 1974

Sophia


«Quanto mais penso, mais fico revoltado. Toda a situação pode ser resumida como um conluio entre acadêmicos espertos e parlamentares obtusos para, à custa do esforço de algo como 300 milhões de usuários da língua portuguesa, que terão de perder tempo “reciclando-se”, beneficiar meia dúzia de editores que já têm prontos dicionários, gramáticas, cursos de atualização e material didático de acordo com a “nova ortografia”.»
Hélio Schwartsman, “Ex-leviatã”, 29/5/2008

«Nunca foram meia dúzia de consoantes mudas — como nas formas lusitanas “adopção” e “óptimo” — que constituíram barreira à intercomunicabilidade entre leitores e escritores dos dois lados do Atlântico. […] Se há empecilhos à boa compreensão entre falantes do Brasil, de Portugal e de países africanos e asiáticos (não nos esqueçamos de Timor Leste), eles estão na escolha do léxico e no uso de expressões locais, felizmente ao abrigo da sanha legiferante de dicionaristas e parlamentares.»
«Ao contrário, [a reforma] irá apenas criar o incômodo de exigir de alguns milhões de usuários que percam algum tempo para aprender as novas regras cuja arbitrariedade só não é superada pela inutilidade. Se há algo a ser eliminado, não são acentos e hifens, mas a estultícia de burocratas.»
Hélio Schwartsman, “Reforma estúpida”, 23/8/2007

Assine a petição em http://www.ipetitions.com/petition/manifestolinguaportuguesa.
Enquanto há Língua, há esperança.

http://www.ipetitions.com/petition/manifestolinguaportuguesa

O Melhor a Ler sobre o acordo Ortográfico

http://blogdoflecha.files.wordpress.com/2008/04/tesouro.jpg

«A nossa magna lingua portugueza
De nobres sons é um thesouro.»     Fernando Pessoa

PORTAL DA LÍNGUA PORTUGUESA

EM DEFESA DA LÍGUA PORTUGUESA

«A língua e a linguagem são pilares do desenvolvimento no seu sentido mais amplo, não devem ser meros instrumentos do comércio e diplomacia. O acordo ortográfico de língua portuguesa de 1990 apresenta uma dubiedade sem critério, dificulta a aprendizagem da língua e empobrece o património linguístico da comunidade de países de língua portuguesa.»
Revista Autor, Junho 2008, Editorial, 1/6/2008
http://emdefesadalinguaportuguesa.blogspot.com/
http://snipurl.com/3i1y8

Celebração de Maria

J.S. Bach – Air on the G String, Sarah Chang
03:26

Kathleen Batley – Ave Maria Gounod

Salve Regina – Ema Kirby

https://ailhadosamores.wordpress.com/2007/08/15/a-nossa-senhora-ia-nossa-senhora

Ave Maria – Schubert – Barbara Boney

(tentativa de tradução pelo autor do video)

Ave Maria! Maiden mild!
Listen to a maiden’s pleading
from these rocks, stark and wild,
my prayer shall be wafted to thee.
we shall sleep safely till morning,
though men be ever so cruel.
o Maiden, see a maiden’s distress,
O Mother, hear a suppliant child.

Ave Maria, undefiled!
When we upon this rock lie down
to slumber, and they protection covers us,
The hard stone will seem soft to us.
If Though smilest, the scent of roses will float
Through this murky cavern,
O Mother, hear a child’s petition,
O maiden, ‘tis a maid that calls!

Ave Maria, Maiden pure,
the demons of the earth and air,
drien forth by thy gracious glance
cannot stay here with us.
we will camly bow to fate
Since they holy comfort hovers over us;
Mayest though be favourably inclined to the maiden,
To the child that pleads for her father!

Ave Maria – Lanza

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑