Uma mensagem de Natal

 

A Maria do Mar . alguém de quem gosto muito, escreveu uma resposta numa discussão do forum, a qual escolho como uma mensagem de Natal:

Eu dou já aqui a minha opinião : os males do mundo não vêm do racismo, da religião, da ciência. Vêm da nossa própria natureza ! Vêm do modo como todos nós nos relacionamos com os outros ! É essa deficiência na nossa estrutura psicológica que faz com que o “bom” seja transformado em “mau”. O Mal e o Bem existem como entidades absolutas ?

Racismo – quando ouvimos falar nesta palavra pensamos sempre na discriminação do negro pelo branco. E a discriminação do branco pelo negro, que chega a ser ainda mais vincada ?
Assim, a emoção do racismo não é privilégio do branco. É uma má característica da espécie humana.

Religião – o que é que, verdadeiramente, estraga uma religião ? É a crença ? Não ! É a incapacidade de aceitar os outros ! Isto é característico do Cristianismo, ou do Islamismo ? Nem por sombras ! É característico da espécie humana. A emoção do fanatismo religioso é comum a toda a espécie humana.

Ciência – porque é que a Ciência não traz o bem-estar que prometeu ? Falha dela ? Não ! Falha da espécie humana que a usa para fins destrutivos. Falta de ética e moral.

Junte-se a isto tudo a desenfreada necessidade de poder e dinheiro…e teremos uma Humanidade sentada num barril de pólvora ! É o que somos !

Assim, se se quer mudar o Mundo, isso não passa por eliminar a Religião, a Ciência ou mesmo a Política. Passa, isso sim, por modificar os comportamentos e as atitudes.

Maria do Mar

É que há muitos a bradar, mas quem quer realmente mudar de comportamentos e atitudes? Reflectir sobre o que é que cria e forma os comportamentos e atitudes? Reflectir sobre os caminhos andados ao longo de séculos – e ver: onde fomos dar? O que está errado?

Mas não: viramo-nos para um lado – e que bramam? Fora os ecologistas! Sem essa cambada de criminosos… estávamos mal, mas estávamos bem – como até aqui (desde que eu possa fumar… a vida vai-se vivendo). Acabou-se a liberdade! Dizem, espantados. Para logo a seguir desatarem a ajudar os mesmos que dão essas ordens, por interesses que não a saúde, e a morder na mão dos que lutam por liberdade…

Viramo-nos para outro lado – e que bramam? Fora os de esquerda! Sem essa cambada de criminosos… estávamos muito menos mal – quase bem….

Viramo-nos para outro lado – e que bramam? (Esta é a maioria) Fora as religiões! Sem essa cambada de cretinos…. não havia nada de mal neste mundo: nem guerras, nem lutas, nem nada. (É de alto nível, o rigor científico destas afirmações. Fora! A Religião é a causa das guerras e Deus a história da carochinha dos cobardes e atrasados (mentais).

Viramo-nos para os protestantes – e que bramam? (Ano 2001!) Fora os Católicos! Cambada de ladrões corruptos que não conhecem Deus! Roma – oh a Roma que nos reprime! Que nos oprime – tudo tudo é por culpa desses Romanos! Desde há 2000 anos! (estas coisas não costumam chegar aos ouvidos dos ”romanos”) – Fora o horroroso mundo clássico! (- a Renascença – blá !- fora!) E todos os problemas serão resolvidos. (a diferença com estes, – é que não bramam: fazem e ganham dinheiro)
Viramo-nos para os católicos – e que bramam? Fora os gnósticos, e mais a Nova Era!! Cambada de ignorantes – fora com eles e estaremos bem – estaremos ao menos como sempre estivemos. (esconde aí o Nag Hammadi mais o resto). Fora, fora, fora, tudo o que escondemos há dois mil anos tão bem guardado, aliás, porque deixàmos de perceber fosse o que fosse – e se deixares entrar quem se dedicou a tal, é a nossa morte. Fora! Fora!
… a lista é longa… mas no entanto, é monótona, sempre igual – e, em vez de a terminar, não será um caminho mais curto perguntar, finalmente:

mas afinal, o que sabemos nós do que está dentro?

___________

E tinha eu acabado de alinhavar estas pobres palavras, quando encontrei isto, no Otorgal

O mais além é sabermos e sentirmos que por dentro das coisas é que as coisas são.

José Adelino Maltez, Sobre o Tempo que Passa

 

____________

 

Assim, se se quer mudar o Mundo, isso não passa por eliminar a Religião, a Ciência ou mesmo a Política. Passa, isso sim, por modificar os comportamentos e as atitudes.

Looker .

 

Será que esse sentirmos por dentro e o dentro, é que é o princípio de modificarmos os comportamentos e as atitudes?

 

 

Anúncios