Encontro com a Beleza ao vivo…. ir olhar o céu… !

Estamos nas noites das Perseídes (Perseiades)

E a explicação científica do que são os meteoros não tem forçosamente que retirar nada à maravilha que é ver as estrelas cadentes… !

A chuva de meteoros das Perseidas dá-se anualmente por volta do dia 12 de Agosto, mas as estrelas cadentes podem ser vistas uma semana antes e uma semana depois», até 24 Agosto.

Os meteoros são «pequenos pedaços rochosos, a maioria menor que uma ervilha», que entram na atmosfera a uma elevada velocidade média de 212.400 quilómetros por hora. Aparecem luminosos no céu porque o atrito que causam na atmosfera devido a esta velocidade aumenta a sua temperatura até ficarem incandescentes.
No caso das Perseiadas, estes pedaços são os rastos do cometa Swift-Tuttle, cuja cauda cruza a órbita da Terra e que passa periodicamente à volta do sol. As Perseidas parecem nascer na Constelação de Perseus. A partir das 21h de 12 de Agosto a Constelação de Perseus aparecerá acima do horizonte, a Nordeste, e a Lua Nova surgirá às 24h02, esperando-se uma noite particularmente espectacular para observar o pico das Perseidas. Além da chuva de estrelas é possível «observar Marte (mesmo na constelação do Touro) e as constelações de Verão já aparecerão em todo seu esplendor: Escorpião, Sagitário, Cisne, Pégaso, etc.». 

No céu de Verão vê-se muito bem a ”minha” constelação, a Lyra, ou Lira. A sua estrela principal, a alpha, chama-se Vega, e é a 5ª estrela mais brilhante do Céu.

Forma no céu de Verão um triângulo que se vê muito fácilmente juntamente com a alpha das constelações do Cisne e da Águia.

Há muito mais a dizer…

Advertisements