Em Stonehenge muitas pessoas se reunem para celebração do Solstício de Verão, a 21 ou 22 de junho, o dia mais longo do ano.

Mas é claro que ir a um local como Stonehengue, não é necessário para compreendermos a necessidade de nos harmonizarmos com o ritmo Cósmico, ou para realizarmos essa harmonização. Muito pelo contrário: ela requer a sintonização entre o que nos é próprio, – nosso local, este espaço terreno, nosso estrato cultural, o espírito que comungamos – e o ritmo divino que se manifesta e nos é oferecido através da Natureza e na Natureza.

Essa sim, seria uma forma de nos harmonizarmos com os outros povos. Na ausência de tal realidade, estamos, através de todos os bem intencionados actos de internacionalização e comunhão fraternal com outros povos, realizando o contrário daquilo que pensamos.