Era uma vez uma rosa…

É como as flores dos cactos: não sei se há algumas que duram tão pouco assim: meia-hora.

E, mesmo assim, depois tira-se logo outra vez. Tudo.

Lança-se veneno, muito.

Deve ser porque acham que essa gente se pode envenenar à vontade, morder venenosamente à vontade, por 30000 cascáveis – que elas são imortais: se disserem alguma coisa, isso NÃO!!! ISSO é discutir e QUEIXAS.

Tudo para um. E nada para o outro. E quanto mais um tem, mais quer ter. Nunca lhe chega.

Advertisements